domingo, 13 de dezembro de 2009

Ecossistemas varejistas


A integração Pão de Açúcar - Casas Bahia (anunciada em 4/12/09) criou no Brasil um legítimo ecossistema varejista com força e poder de barganha em alimentos, não alimentos e serviços como "nunca antes na história deste país".
As fusões, aquisições, multiparcerias, lançamentos de formatos e empreendimentos dos últimos anos diferem das do passado e envolvem decisões estratégicas que expandem os negócios em vez de confiná-los em seus limites originais. O movimento desta fusão mostra que ecossistemas, da mesma forma que o universo, vivem em expansão contínua que criam novos horizontes para os negócios existentes.
Com o advento dos ecossistemas varejistas fica cada vez mais difícil definir formatos. Drogarias tornam-se spas e espaços de bem-estar, supermercados compactos tornam-se um formato de conveniência, lojas de vestuário absorvem o conceito de estilo de vida e passam a comercializar objetos de decoração e moda casa, hipermercados oferecem viagens, combustível, seguros, serviços médicos e produtos para o segmento luxo. Grandes varejistas dedicam mais esforços estratégicos aos negócios financeiros que à operação original, lojas de conveniência ampliam o espaço de alimentos e restaurantes abrem operações de conveniência.
De todos os operadores, a britânica Tesco – um dos players globais de desconto – é a inspiração de muitos varejistas. Dê uma olhada no site http://www.tesco.com/ e tente enumerar as áreas de negócio. Você vai chegar à conclusão de que está diante de uma nação.*

Michael Klein (esq.), da Casas Bahia, e Abilio Diniz, do Pão de Açúcar

  • Não ia escrever nada sobre a fusão Pão de Açúcar/Casas Bahia, primeiro por pudor: o que eu poderia acrescentar de informação além ou melhor do que já foi escrito?
  • Segundo porque o mote do blog é o varejo de moda. Mas, você não se pergunta quem impedirá este "império" de vender roupas e sapatos, mesmo não sendo a praia original deles?
  • Daí encontrei o texto acima - tão enxuto e repleto de pontos de reflexão - que não resisti.
  • Abriu uma espécie de "portão ultra dimensional" para além da questão apresentada e suscitou novos pontos de vista.
  • E você, o que pensa sobre fusões e grandes conglomerados comerciais?
* O texto acima foi assinado pela Beth Furtado, que escreve sobre Consumo e Inovação, no site Mundo do Marketing.

4 comentários:

tagskie disse...

hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/

JanuskieZ disse...

Hi... Looking ways to market your blog? try this: http://bit.ly/instantvisitors

ML disse...

Lu: SUPER obrigada pelo review. Já publiquei minha "errata" - agradeço a gentileza de não deixar meu engano correr free pela rede - link pros seus blogs, claro.

Mega bjnhs

KINHA disse...

Olá Luciene

Eu não sabia.
Adorei seu blog e já estou te seguindo. Vou aguardar a sua visita e ficarei feliz se me seguir também.

BJ0000000000...............
www.amigadamoda1.com

Postar um comentário